Onde buscar oportunidades de importação?

O mundo da importação/exportação é fascinante, cheio de oportunidades e possibilidades de investimentos lucrativos. O risco existe, mas ele se torna totalmente controlável quando você conhece bem alguns pontos importantes do processo. E um deles são os melhores países para importar produtos.

E para que seu caminho seja apenas de sucesso em todos os degraus, preparamos uma lista com os países que te oferecem as oportunidades mais vantajosas.

 

China

         

A China é destaque total no mundo das exportações. Ao longo dos anos o país tem superado grandes potências mundiais e assumindo o topo do ranking no segmento.

Em 2014, as exportações dos chineses cresceram 6,1% em relação ao ano anterior. O comércio alcançou a impressionante marca de US$ 2,35 trilhões.

Com relação aos produtos mais exportados pela China, destacam-se:

  • Aparelhos transmissores e receptores.
  • Celulares
  • Bombas e compressores.
  • Motores e geradores.
  • Compostos orgânicos e inorgânicos.
  • Circuitos impressos.
  • Circuitos integrados.
  • Dispositivos móveis.

 

Índia

 

A Índia é uma nação emergente. O crescimento econômico do país nos últimos anos tem sido excelente, o que a coloca como a nona maior economia do mundo.

O crescimento anual da Índia tem sido de 7%, resultado dos esforços de uma economia diversificada, com destaque para as áreas tecnológica, de serviços, agrícola, financeira e industrial.

É destaque nas exportações indianas:

  • Produtos manufaturados.
  • Indústria de tecnologia.
  • Produção de softwares.

 

Estados Unidos

 

Os Estados Unidos são detentores da maior economia do mundo, em volume de PIB. Trabalhando totalmente dentro dos parâmetros capitalistas, se destacam em diversos setores.

Possui um mercado consumidor interno forte e com bastante poder aquisitivo. Os principais setores econômicos dos EUA são as finanças, a indústria, tecnologia, mineração, agricultura e turismo.

Nas exportações, os Estados Unidos se destacam:

  • Produtos agrícolas
  • Suprimentos industriais
  • Computadores
  • Motores de veículos
  • Transistores
  • Equipamentos de telecomunicações


Alemanha

 

A economia da Alemanha é a mais rica da Europa. Destaque para a indústria alemã, altamente desenvolvida, com tecnologia de última geração. Também merecem destaque os setores de finanças e de serviços.

O país fechou o ano de 2014 como a quarta maior economia do mundo, com um PIB de US$ 3,621 trilhões, representando um crescimento de 1,5% (PIB).

Os destaques nas exportações alemães são:

  • Produtos químicos
  • Veículos
  • Manufaturas
  • Máquinas
  • Metais
  • Produtos têxteis e alimentícios.

 

Japão

 

A Segunda Guerra Mundial foi um divisor de águas para a economia japonesa. Com a ajuda estrangeira, em especial dos EUA, o Japão investiu pesado no desenvolvimento tecnológico e industrial. E já na década de 70 já era uma das grandes potências do mundo.

Hoje o Japão já é a terceira maior economia do mundo em volume de PIB. Além disso, uma das grandes vantagens do país é a sua infraestrutura (geração de energia, rodovia e portos), que colabora muito com o desenvolvimento do país.

Entre os destaques das exportações japonesas, estão:

  • Equipamentos eletrônicos
  • Veículos
  • Artigos de informática

 

 

Mercosul


O Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) trata-se da união comercial e política entre Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, que assinaram o Tratado de Assunção em março de 1991.

Após esse período, outros países se uniram ao Mercosul: Chile (1996), Bolívia (1997), Peru (2003), Colômbia, Equador e Venezuela (2204).

O comércio dentro do Mercosul passou de US$ 4,5 bilhões (1991) para US$ 59,4 bilhões (2013).

Como destaque nas exportações do Mercosul, temos:

  • Produtos industrializados
  • Produtos agrícolas (açúcar, soja, carne bovina, vinho e arroz)
  • Energia (destaque para a Venezuela, que detém quase 93% das reservas de petróleo do Mercosul)