10 fatos sobre a China

A China é um país gigantesco em todos os sentidos. Por trás dos olhinhos puxados e do povo com semblante discreto, possui cerca de US$ 4 bilhões em reservas internacionais aplicados em diversos fundos soberanos. Essa impressionante evolução é fruto de muito trabalho, disciplina, de uma população que não para de crescer e, principalmente, de uma classe média emergente e cada vez mais consumidora de recursos.

Apesar de todo o destaque que tem recebido nos últimos anos, a China é um país que muitas pessoas ainda não conhecem bem. Pontos turísticos, histórias, curiosidades, investimentos; muita coisa do território chinês não faz parte do dia a dia de muitas pessoas.

Por isso, separamos dez fatos relevantes para que você se aproxime e fique cada vez mais familiarizado com esse país que pode te oferecer muitas oportunidades de importação e exportação.

 

1. Para onde vai o dinheiro?

A maior parte dos investimentos da China vai para os Estados Unidos. Até 2014, a Austrália liderava esse ranking. Mas não pense que as ações do povo chinês se resumem a isso. O Reino Unido é o principal destino europeu dos investimentos chineses e a África também tem papel de destaque nos negócios vindos da China, com 34 países envolvidos.

 

2. A energia é o foco

A demanda de energia na China é enorme; afinal, estamos falando de 1,4 bilhão de habitantes e de uma economia em rápida expansão. Por isso, estima-se que a China necessitará de até três vezes mais recursos energéticos para dar conta desse país continental até 2050.

 

3. Um país equilibrado

O governo chinês estimula intensamente o desenvolvimento da economia e dos negócios do país. Mas é muito rigoroso e controla a abertura do mercado para que haja equilíbrio. As taxas de câmbio são fixas e controladas. E as exportações crescem constantemente, com produtos cada vez mais desenvolvidos e de excelente qualidade.

 

4. Um ponto excelente para os negócios

Comparado ao Brasil, a infraestrutura, comunicação e tecnologia chinesas estão bem à frente. Por isso, é preciso olhar para a China como um importante parceiro e ponto focal das importações brasileiras. Há muito que aprender com eles e diversos negócios entre os dois países ainda estão por vir.

 

5. O Carnaval chinês

O Ano Novo na China é chamado de Ano Novo Lunar. Não há uma data fixa para acontecer, pois depende das fases do Sol e da Lua. Por isso, é importante para você que faz negócios com a China (ou pretende fazer) ficar atento porque esse período dura quinze dias e o ritmo de trabalho por lá é reduzidíssimo.

 

6. As relações sociais

Dominar a língua chinesa é um facilitador para quem deseja firmar negócios. Mesmo que sejam algumas expressões, demonstrar interesse pelo idioma faz as negociações se tornarem mais leves. E não estranhe se for convidado para um almoço ou jantar. Os chineses acreditam que o convite para uma refeição ajuda em todas as relações (inclusive nas comerciais) e fortalece as amizades.

 

7. Regras de etiqueta nos negócios

Na China, a infração a alguma regra de etiqueta empresarial pode levar até ao rompimento do negócio, mesmo que este seja muito lucrativo. Por isso, é importante seguir todos os passos. Por exemplo, é imprescindível seguir à risca a seguinte sequência:

  1. Venda-se como amigo;
  2. Venda a sua empresa como referência;
  3. Venda seu serviço ou produto.

 

8. Haja paciência

As negociações com os chineses costumam demorar, pois são discutidas nos mínimos detalhes. Por isso, é fundamental ter paciência e, se estiver negociando diretamente, estar preparado para ficar mais tempo do que o planejado inicialmente. Para eles, paciência é sinônimo de bom caráter e valor nos negócios.

Sendo assim, a importância de contratar empresas que façam esse trabalho pra você é uma das melhores soluções.

 

9. Os produtos mais baratos do mundo

O governo chinês controla as regras de trabalho e os salários. Estas medidas fazem com que as empresas chinesas tenham um custo menor com mão de obra, gerando um dos salários mais baixos do planeta. Esse é um dos motivos da China ser um dos maiores exportadores do mundo.

 

10. Arrote

Na China, arrotar à mesa, após a refeição é uma forma de expressar que a comida estava maravilhosa. Por isso, não se assuste e nem faça cara feia se, em um jantar de negócios, você passar por essa situação, pois sua reação pode ser vista com maus olhos por eles. Já imaginou perder uma importação ou exportação muito lucrativas por causa de um “arrotozinho” à toa?

 

Você já conhece a China? Compartilhe uma curiosidade conosco através dos comentários abaixo.

1 pensamento em “10 fatos sobre a China”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *